todo o material postado no blog pode ser encontrado na internet

Faz hoje 71 anos após Pearl Harbor

Foi hoje, exactamente à 71 anos atrás, por volta da 7 e 55 da manhã. A América entrava à força na Segunda Grande Guerra Mundial depois do ataque a Pearl Harbor.

 O ataque a Pearl Harbor foi uma operação aeronaval de ataque à base norte-americana  efetuada pela Marinha Imperial Japonesana manhã de 7 de Dezembro de 1941.

O ataque em Pearl Harbor, na ilha de Oahu, Havaí, foi executado de surpresa contra a frota do Pacífico da Marinha dos Estados Unidos da Américae as suas forças de defesa, o corpo aéreo do Exército estado-unidense e a força aérea da Marinha.




O ataque danificou ou destruiu 11 navios e 188 aviões e matou 2403 militares estado-unidenses e 68 civis. Contudo, os três porta-aviões da frota do Pacífico não se encontravam no porto, pelo que não foram danificados, tal como os depósitos de combustível e outras instalações. Utilizando estes recursos a Marinha foi capaz de, em seis meses a um ano, reconstruir a frota.

O ataque marcou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial e o início da Guerra do Pacífico, ficando conhecido comoBombardeamento de Pearl Harbor e Batalha de Pearl Harbor, embora o nome mais comum seja Ataque a Pearl Harbor ou simplesmentePearl Harbor.


Preparação japonesa


Almirante Isoroku Yamamoto, principal arquiteto do ataque a Pearl Harbor.
Isoroku Yamamoto, o Comandante-em-chefe da Marinha Imperial, foi um forte advogado da solução diplomática para o conflito. Mas sabia que os partidários da via militar, cujo maior expoente na marinha era o Almirante Osami Nagano, chefe do Estado Maior naval, estavam cada vez mais perto de conseguir empurrar o país para a guerra. Então tratou de elaborar o melhor plano possível para uma situação estratégica que julgava difícil.

Na época, era considerada a possibilidade de atrair a frota americana para água territoriais Japonesas, conseguindo uma vitória nos moldes da Batalha de Tsushima. Yamamoto sabia que os planos americanos (primeiro "Orange" e depois "Rainbow Five") para guerra com Japão não previam ataque imediato ao coração do Império, mas uma paulatina aproximação via Ilhas Marshall, Carolinas e Marianas. Isso levaria a uma guerra longa, onde a capacidade fabril da industria bélica dos EUA iria prevalecer. Yamamoto precisava de uma solução rápida, de preferência num único golpe decisivo, que levasse a negociações de paz em termos favoráveis.


O Japão tinha ficado impressionado com a Operação Judgement (Batalha de Taranto) do Almirante Andrew Cunningham, onde 20 aviões Fairey Swordfish quase obsoletos lançados a partir de uma frota de porta-aviões destruiu e desactivou metade da frota de combate italiana e forçou uma retirada da frota italiana da África. 
O Almirante Isoroku Yamamoto enviou uma delegação naval à Itália, a qual concluiu que uma versão melhorada e maior da manobra brilhante de Cunningham poderia obrigar a frota estado-unidense a retirar-se para a base naval da Califórnia, dando assim um tempo estimado por Yamamoto de seis meses para o Japão controlarem as reservas de petróleo nas Índias Holandesas, com uma força defensiva em seu redor.

Adicionalmente, os estrategas japoneses poderão ter sido influenciados pelas ações do Almirante estado-unidense Harry Yarnell no exercício de 1932 entre o Exército e a Marinha dos EUA, que assumia a possibilidade de uma invasão no Hawaii. Yarnell, com o papel de Comandante de uma frota atacante, navegou com os seus porta-aviões até nordeste de Oahu em mau tempo, e lançou um "ataque" de hidroaviões no domingo de 7 de Fevereiro de 1932. Os observadores do exercício notaram que os aviões de Yarnell conseguiram provocar sérios danos aos defensores, e que a sua frota conseguiu não ser detectada até 24 horas após o ataque. A doutrina da Marinha estado-unidense acreditava que quaisquer forças atacantes seriam confrontadas e destruídas pela frota de couraçados estado-unidense em Pearl Harbor e viu a estratégia de Yarnell como impraticável na realidade.

Yamamoto começou a considerar tal ataque no início de 1941 como uma batalha pré-guerra, tendo sido chegado à conclusão que uma guerra com os EUA seria inevitável após a entrega do ultimato estado-unidense ao governo japonês, e após pressionar o quartel-general naval conseguiu permissão para começar formalmente a planejar um ataque e iniciar o treino necessário. 
Os eventos no verão desse ano deram origem a uma autorização preliminar para o planeamento do ataque na Conferência Imperial e mais tarde a autorização para o ataque foi dada numa outra Conferência Imperial em inícios de Novembro.


Perdas das Forças Armadas dos EUA
  • Os relatórios oficiais norte estadounidenses enumeram os seguintes danos sofridos:
  • O encouraçado Arizona explodiu, levando mais de 1000 vidas
  • O encouraçado Oklahoma emborcou, deixando apenas pequena parte do casco acima da linha de água
  • O encouraçado California afundou, ficando parte das suas bateriais principais acima da linha de água
  • O encouraçado Nevada encalhou, sofrendo danos severos
  • O encouraçado West Virginia afundou
  • O encouraçado Maryland sofreu danos moderados, sem necessidade de reparos em doca seca
  • O encouraçado Tennessee sofreu danos moderados, exceto na ponte de comando, onde os danos foram severos
  • O encouraçado Pennsylvania, atingido nas docas secas, sofreu danos sérios, porém não de natureza vital
  • O encouraçado Utah, usado como navio alvo, emborcou
  • Os cruzadores Leves Releigh, Helena e Honolulu foram danificados moderadamente
  • Os contratorpedeiros Cassin, Downess e Shaw foram seriamente danificados
  • O navio de reparos Vestal foi intencionalmente encalhado para prevenir afundamento
  • O porta-hidroaviões Curtiss foi severamente danificado por choque com um avião e por uma bomba de 500 kg
  • O lança-minas Oglala emborcou.










O exército e a marinha dos EUA tiveram 188 aviões destruídos e 159 severamente danificados. Morreram 2403 americanos, e outros 1178 foram feridos.

Os aviadores japoneses concentrara-se nos navios de superfície, poupando outros alvos de grande interesse. Nenhum dos nove submarinos que estavam fora dos bunkers foi alvejado. As oficinas de reparo não foram atingidas, permitindo que a recuperação de diversos navios danificados iniciasse imediatamente. O parque de tanques de combustível tampouco sofreu danos relevantes. Se fosse destruído, tornaria a base inoperante por um longo período.


Significado histórico

O ataque a Pearl Harbor teve apenas um pequeno impacto militar devido ao insucesso da Marinha Imperial Japonesa no seu objectivo de afundar os porta-aviões. Mas mesmo que estes tivessem sido afundados, o Japão poderia não ter ficado ainda assim, muito beneficiado, a longo termo. O ataque firmemente apontou os Estados Unidos e a sua massiva economia industrial para a Segunda Guerra Mundial, conduzindo à derrota mundial dasforças do Eixo.


O primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill, ao ter conhecimento que o ataque a Pearl Harbor tinha finalmente feito os EUA entrar na guerra, escreveu "Estando saturado e satisfeito de emoção e sensação, fui para a cama e dormi o sono dos salvos e agradecidos". (Winston Churchill, The Second World War, vol. 3, p. 539) A vitória aliada nesta guerra conduziu a que os EUA emergissem como uma potência mundial.

Em termos de história militar, o ataque tornou os porta-aviões como o centro do poder naval, substituindo o couraçado como o navio mais poderoso da frota naval. Contudo, só mais tarde, noutras batalhas, é que o porta-aviões tornou-se nesse centro de poder.



Pearl Harbor visto pela 7ª Arte.
Muitas películas foram feitas sobre este acontecimento, mas para mim, o mais fiel e o mais espetacular continua a ser Tora, Tora, Tora de Richard Fleischer, Kinji Fukasaku.




Post a Comment
Traduzir para ChinêsTraduzir para Espanholtraduzir para françêstraduzir para inglêstraduzir para alemãotraduzir para japonêsTraduzir para Russo


MikeLiveira's Space on Tumblr